sábado, 25 de janeiro de 2014

são coisas, desculpem-me!

Desculpem-me a ausência, mas isto de ter exames devora-me o bocadinho do tempo que tenho, bocadinho..como quem diz! Vou admitir que já estive aqui no blog umas quantas vezes, escrevi e reescrevi posts sobre a tragédia do Meco, mas apaguei sempre e decidi-me ficar pelo silêncio. Estou de luto por eles, como estudante que sou, acho que nos fica bem lembrar eles como tal e não pelas histórias que se criam e coisas que se atiram ao ar, umas até parecendo que só para vender. Mas sobre isso, limito-me ao respeito, limito-me ao luto e como jovem, fico com a lembrança de mais uns que foram, uns que da minha idade partiram e que eu sei que o melhor que podemos fazer por eles, é realmente viver o que lhes foi roubado prematuramente. 

Sobre outras coisas, venho deixar um miminho, que certamente não vai ter tanto gosto para vocês como teve para mim. Eu sou uma fã de música brasileira, diverte-me e acho que até certo ponto define-me em algumas características só minhas. Caetano Veloso aparece assim, como um dos alguns que me conquistaram o coração logo à partida e quando ao ouvir a sua discografia no Spotify descobri esta delícia que está já abaixo..digo que até me alegrou o dia. 


Ao ouvir a letra ainda mais contente fiquei, porque realmente a Patrícia que vos escreve aqui..parece ser mesmo assim. 

5 comentários:

  1. Aii isso de Meca foi horrível! mas as notícias exageram.. porque geralmente toda gente gostou das suas praxes ..
    Tens que vir mais cá :p

    beijinhoo querida ♥

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente o que se passou no Meco foi mesmo uma tragédia. Custa-me que culpem a praxe de tudo quando o problema é das pessoas. O pior são mesmo as famílias que ficam a sofrer e que têm o direito de saber o que se passou para poderem fazer o seu luto. Que descansem em paz!

    Também gosto muito de música brasileira e de Caetano Veloso. Essa música é mesmo gira :)

    Boa sorte para os exames.
    Beijinhos*

    ResponderExcluir
  3. Sobre esta tragédia do Meco, já muito se disse e acredito que ainda há muita tinta para correr. Espero que um dia aquelas famílias saibam o que realmente se passou porque acredito que para aquelas mães e pais não saber o que aconteceu, é talvez o mais triste, para além, claro do desaparecimento dos seus familiares.

    ResponderExcluir
  4. Great blog :)
    Would you like to follow each other via GFC, Bloglovin and Facebook?
    Let me know :)

    Kisses!

    http://www.gagcloud.com/

    ResponderExcluir
  5. Após a primeira informação que me chegou sobre essa tragédia senti-me mesmo desligada deste mundo, porque não fazia a mínima ideia do que tinha acontecido, ainda assim, em horas fartei-me do assunto só por via facebook. Vêm os anti-praxe e os ataques ao anti-praxe, enfim, o ciclo vicioso que é o facebook: uns tantos que falam sobre o mesmo assunto, outros tantos que reclamam desses que falam do mesmo assunto e ainda outros mais que reclamam dos que estão a reclamar. E com isto acabam todos a falar do mesmo. O que mais me entristeceu foi os media aproveitarem-se de um incidente como este para obtenção de mais audiências e transformarem-no num ataque à praxe, e isto para não falar em manipulação (o que é tipico da privatização)... E assim, por momentos se esqueceram as vidas que se perderam.
    Não sei o que é mais triste disto tudo.

    ResponderExcluir